O Tribunal de Cristo – Um evento para os salvos

483

O Tribunal de Cristo ou Bema de Cristo, como também é conhecido, é um evento que acontecerá após o Arrebatamento da Igreja. Como salvos em Cristo devemos compreender o que é o Tribunal de Cristo e o que nos aguarda nesse grande evento.

O termo “Tribunal” é representado pela palavra grega bema, ou bematos, que se refere a uma plataforma elevada de arbitragem e recompensa. Esse termo é usado dez vezes no Novo Testamento. O bema nunca é uma banca prejudicial; ao invés disso, é um local de inspeção, discurso e performance. Como a plataforma de um concurso de beleza, é um local onde a vida e as obras do crente serão expostas e examinadas.

Vivemos um momento em que a apatia cristã abunda, e o relaxamento na conduta cristã é promovido como se a Graça de Deus, manifestada na Salvação, incluísse uma licença para praticarmos tudo o que quisermos. Naquele dia todos os crentes darão conta de tudo que fizeram na Obra de Deus.

Servir a Deus é um grande privilégio, embora enfrentamos lutas, decepções, frustrações e outras intempéries, chegará o dia em que seremos recompensados, por tudo que fizemos, com coroas e galardões. A Palavra de Deus assegura que todos os crentes terão que comparecer no Tribunal de Cristo, não se trata de um juízo para julgamento de pecados, mas um Tribunal que julgará as obras e os atos dos crentes, recompensando-os, ou não, pelo que fizeram na Obra de Deus enquanto estiveram na Terra.

Porque todos devemos comparecer ante o Tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem ou mal. 2 Coríntios 5.10

1. Uma análise do versículo:

Quando o versículo diz “Todos”, percebemos que não haverá exceções, cada crente – incluindo os apóstolos, pastores, obreiros e membros de todas as línguas e nações estarão lá.

O Termo “Comparecer” é uma tradução da palavra grega phonero, que significa “ser claramente visto, ser explicitamente manifesto ou discernido”. Esta mesma palavra é usada em 1 Coríntios 3.13, ela adverte que “a obra de cada um se manifestará; na verdade, o Dia a declarará, porque pelo fogo será descoberto…”.

2. O julgamento

Conforme 2 Coríntios 5.10 e 1 Coríntios 1.8, todos os crentes, arrebatados e transformados, vão comparecer perante o Tribunal de Cristo. Nesse evento não seremos julgados pelos pecados pois já fomos salvos. Nesse julgamento serão julgadas as obras dos salvos que foram praticadas na Terra, a fim de que recebam, ou não, os galardões.

A recompensa do cristão será medida pela qualidade resultante de suas obras. Podemos perceber na vida do Apóstolo Paulo que ele não estava satisfeito em apenas ir para o céu, mas havia nele um incansável desejo de possuir todos os privilégios do céu, e de agradar completamente o Senhor com a qualidade positiva do seu caráter e do seu serviço.

3. Quando se dará o Tribunal de Cristo?

Logo após o Arrebatamento a Igreja entrará em Julgamento no Céu. Todos os salvos que permanecerem “em Cristo Jesus” participarão de glorioso evento.

4. Quem será o Juiz?

Todo Tribunal existe um Juiz, Jesus Cristo será o Juiz que julgará as Obras, boas ou más, que fizemos enquanto estávamos na Terra.

5. Alguém poderá ser condenado no Tribunal de Cristo?

O propósito do Tribunal de Cristo é avaliar se as obras de cada um foram dignas ou não. O julgamento será apenas para os crentes, e mesmo que esses sofram dano, serão salvos.

Aqueles que hoje recebem grandes fortunas para fazerem a Obra de Deus, buscando glória para si, já alcançaram suas recompensas aqui mesmo na Terra. Deus conhece a intenção dos corações. Podemos enganar os homens, mas não ao verdadeiro e eterno Juiz.

6. Como as obras serão julgadas?

  • Pelos interesses que nos levaram a fazer a Obra.

“Deus, naquele dia, “manifestará os desígnios do coração” (I Cor. 4.5). Nossas Obras serão analisadas segundo a intenção do nosso coração. Desta forma é necessário que façamos de maneira sincera e honesta.

  • Se aquilo que realizamos estava de acordo com a Palavra.

A Bíblia Sagrada é o manual para conduzir nossas vidas de acordo com a vontade de Deus. A Sua Obra também dever ser realizada em conformidade com a Sua Palavra.

  • Se os métodos tiveram os motivos corretos.

“Cada um receberá segundo o bem ou o mal que tiver feito. (II Co. 5.10). Mesmo que seus motivos sejam sinceros, e mesmo que aquilo que você fez foi visando o bem do Reino de Deus, os métodos que você usou tem aprovação de Deus?

Devemos ter cuidado com os métodos modernos, meramente humanos. Muitos têm caído em movimentos que visam apenas o entretenimento, mas não levam o homem ao verdadeiro arrependimento da sua vida de pecado.

8. Como as Obras serão classificadas no Tribunal de Cristo?

  • Ouro, prata e pedras preciosas.

Esses materiais representam as Obras daqueles que desempenharam a Obra de Deus como bons servos. Podemos dizer que o Ouro são as Obras realizadas para a glória de Deus. Obras praticadas por crentes sinceros, que fizeram o que de fato era necessário no Reino de Deus. Os crentes que terão em seus pés essas materiais são aqueles que buscavam glória não para o seu nome ou ministério, mas para Deus (Mt 5.16).

  • Prata: Simboliza o preço da redenção que O Senhor Jesus Cristo pagou por nós. Em prata são as obras feitas pela graça de Deus (1Co. 15.10; 2Co.1.2 Fl. 2.13; Cl. 1.29), expondo o verdadeiro plano de salvação a um incrédulo, ou membro de igreja, com o mesmo espírito que Jesus tinha (1Co. 11.1; Cl. 2.6; 1Jo. 2.6; Fp. 2.5; 2Tm. 4.16). São as obras dignas de arrependimento.
  • Ouro: Simbolizam, as coisas celestiais (A Palavra, O Senhor Jesus), as obras em ouro são as obras feitas em Deus (Jo. 3.21; 15.4,5; Fp.1.10,11; Hb. 13.20,21; 1Jo. 2.28,29; 1Co. 15.10; Gl. 5.22,23; 6.8), conforme a sua palavra (1Co. 4.6; Jo. 5.39).
  • Pedras Preciosas: Simboliza o Espírito Santo (como um adorno para a sua noiva Jo. 17.22; Gn. 24.22,23), em pedras preciosas são as obras feitas atravéz do poder do Espírito Santo (1Co. 2.1-5; 4.20; Rm. 14.17; 15.15-19; Fp. 3.3; Cl. 1.29).
  • Madeira, feno e palha.

“Se a obra de alguém se queimar, sofrerá detrimento; mas o tal será salvo, todavia como pelo fogo” (1Co 3.15).

Muitos salvos terão suas Obras comparadas a materiais de fácil combustão. Isso demonstra que haverá crentes cujas obras não subsistirão quando passarem pelo crivo do fogo divino. Estes servos irão comparecer perante o Tribunal de Cristo com o sentido de remorso pela oportunidade perdida, pelo fato de não terem prestado um bom serviço ao Reino de Deus.

  • Madeira: Na Bíblia, madeira é símbolo das coisas humanas. É uma figura da árvore, que cresce por si mesma. Há crentes que fazem muitas coisas, mas buscando a glória humana. No fogo do julgamento, elas vão desaparecer. Há quem trabalhe muito na igreja, mas não o faz para a glória de Deus (1Co 10.31). Madeira não resiste ao fogo.
  • Feno: Feno é capim, erva seca. São obras aparentes, mas sem consistência, sem vida, tais como erva seca (Is 15.6). O capim é perecível (Is 51.12) e representa as obras dos crentes que trabalham somente buscando a glória e a fama para si. Infelizmente, nos dias atuais, há muitos pregadores e cantores que só realizam a obra de Deus pelo dinheiro ou se o evento tiver destaque na mídia. Estes “já receberam o seu galardão”, aqui mesmo (cf. Mt 6.2,5,16).
  • Palha: A madeira tem certa consistência, mas a palha é muito fraca. Não resiste a força do fogo. O vento a leva com facilidade (Sl 1.4; Jó 21.18; Os 13.3). É instável. Não pode se misturar com o trigo (Jr 23.28); palha representa obras sem firmeza, ou seja, feita por crentes que são inconstantes. Muitos vivem mudando de igreja, de costume, de crenças, etc. São levados, como a palha, por “todo vento de doutrina” (Ef 4.14).

9. O que sentirão àqueles que suas Obras foram consumidas pelo Fogo?

  • Não receberão completo galardão (2 Jo. v.8).
  • Será considerado o menor no reino dos Céus (Mt. 5.19)
  • Terão tristeza ao verem suas obras queimadas (I Co. 3:15);
  • Ficarão envergonhados (I Jo. 2:28).

10. As Coroas que os salvos receberão no Tribunal de Cristo.

  • Coroa Incorruptível (do Vencedor) 1 Coríntios 9:25: E todo aquele que luta de tudo se abstém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, uma incorruptível.
  • Coroa da Vida (dos Mártires) Apocalipse 2:10: Nada temas das coisas que hás de padecer. Eis que o diabo lançará alguns de vós na prisão, para que sejais tentados; e tereis uma tribulação de dez dias. Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida.
  • Coroa de Glória (dos Presbíteros) 1 Pedro 5:4: E, quando aparecer o Sumo Pastor, alcançareis a incorruptível coroa da glória.
  • Coroa da Justiça (dos que amam a Sua vinda) 2 Timóteo 4:8: Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda.
  • Coroa da Exultação (do Vencedor) 1 Tessalonicenses 2:19: Porque, qual é a nossa esperança, ou gozo, ou coroa de glória? Porventura não o sois vós também diante de nosso Senhor Jesus Cristo em sua vinda?

Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor.  (1 Co. 15:58)

COMPARTILHAR
Deixe seu comentário